IMPLANTES DENTÁRIOS


A implantologia dentária é a área da medicina dentaria que se dedica à reabilitação de dentes perdidos ou ausentes.


Home / Tratamentos / Implantes Dentárias

Implantologia Dentária


Esta área tem evoluído bastante nos últimos anos, existindo na atualidade uma grande variedade de soluções para a substituição de dentes em falta, adaptada a cada doente, permitindo readquirir a autoconfiança e melhorar a qualidade de vida.

Os implantes dentários permitem restituir as funções dos dentes naturais, sendo a mais moderna ou avançada opção para a substituição dos dentes perdidos.

Um implante dentário permite substituir um dente natural, podendo ser colocado no osso do maxilar superior ou inferior permitindo suportar forças de mastigação, tal como acontece com os dentes naturais.

Os implantes dentários funcionam como uma raíz artificial colocada no osso, para dar suporte a coroas unitárias. Podem também ser usados em maior número para suporte de reabilitações mais extensas parciais ou totais.

Como funcionam os Implantes Dentários?


O implante dentário é uma peça constituída por um componente metálico com um revestimento próprio, que fica integrado ao osso da maxila ou da mandíbula, e que vai substituir a raiz do dente. O implante dentário serve para colocar uma coroa ou como pilar de várias coroas conjuntas (três coroas necessitam de dois implantes, por exemplo) ou uma prótese (vulgarmente conhecida como dentadura).


Qual a taxa de sucesso de um Implante Dentário?


Para que o sucesso de um implante dentário seja elevado, é necessário que este seja alvo de uma boa aplicação e manutenção.

A manutenção de um implemente dentário é fundamental para prevenir eventuais doenças que podem ser desenvolvidas se não existir esse controlo. É imprescindível o controlo periódico dos implantes e dos tecidos que o suportam pelo seu médico dentista.


Qual a manutenção aconselhável!


Para o implante dentário ter o sucesso desejável, é aconselhável que a manutenção tenha a seguinte periodicidade:

  • No primeiro ano após colocação do implante deve fazer uma consulta de controlo semestral dos tecidos perimplantares e osteointegração (fixação do implante ao osso);
  • Nos restantes anos sugere-se que faça uma consulta anual de controlo;
  • No entanto, caso tenha história de doença periodontal nos dentes naturais, deve fazer uma consulta de controlo trimestral no primeiro ano após a cirurgia de colocação do implante dentário;
  • Caso observe uma inflamação recorrente do tecido gengival circundante, exposição da coroa ou do parafuso de titânio, deve informar imediatamente o seu médico dentista.
  • Informamos que a RLDent se encontra fechada para férias entre 20 de Agosto e 5 de Setembro